WebMail  


Previsão do Tempo

19/02/2018 - Segunda-feira

Apucarana

25
18
temp.
iconemanhã
iconetarde
iconenoite

Aquidaban

27
20
temp.
iconemanhã
iconetarde
iconenoite

Bom Sucesso

26
20
temp.
iconemanhã
iconetarde
iconenoite

Borrazópolis

25
18
temp.
iconemanhã
iconetarde
iconenoite

Cambira

24
18
temp.
iconemanhã
iconetarde
iconenoite

Campo Alegre de Goiás

27
17
temp.
iconemanhã
iconetarde
iconenoite

Catalão

28
20
temp.
iconemanhã
iconetarde
iconenoite

Cristalina

25
16
temp.
iconemanhã
iconetarde
iconenoite

Raízen relata lucro líquido de R$ 612,6 mi no 3º trimestre, queda de 40,5%

09/02/2018 - 21:53:00 
Gustavo Porto - Ribeirão Preto


Ribeirão Preto, 09 - A Raízen, joint venture da Cosan e da Shell, relatou lucro líquido de R$ 612,6 milhões no terceiro trimestre de 2017/2018 (3º trimestre 2018), período encerrado em 31 de dezembro, queda de 40,5% sobre igual período de 2016/2017, quando lucro líquido ficou em R$ 1,029 bilhão.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) ajustado caiu 2,1%, entre os períodos para R$ 1,691 bilhão no período. O balanço, divulgado nesta sexta-feira, 9, inclui os braços de energia e combustíveis da companhia. A receita operacional líquida de Raízen avançou 7,9%, para R$ 22,15 bilhões.

A Raízen Energia, maior companhia sucroenergética global, relatou lucro líquido no período de R$ 178 milhões, ante lucro líquido de R$ 558 milhões no 3º trimestre de 2017. "Essa variação se deve principalmente ao efeito da expressiva valorização de ativo biológico observada em dezembro de 2016, de R$ 329 milhões, devido à alta do índice Consecana (utilizado para o pagamento da matéria-prima) no período. No acumulado da safra 2017/18 tivemos um lucro de R$ 372 milhões frente a um acumulado da safra anterior de R$ 1,112 bilhão", relatou a Raízen.

A Raízen Energia processou 13,3 milhões de toneladas no 3º trimestre e 60,7 milhões de toneladas de cana-de-açúcar nos nove primeiros meses da safra 2017/2018, iniciada em março de 2017. Os volumes representam altas de 17% e 2%, respectivamente, sobre iguais períodos da safra passada. A receita líquida ajustada da Raízen Energia foi de R$ 3,4 bilhões (-7%), "reflexo principalmente dos menores preços médios de açúcar e etanol, comparados ao 3º trimestre de 2017, apesar dos maiores volumes vendidos de açúcar e energia (com melhor preço)", relatou.

Já a Raízen Combustíveis reportou lucro líquido de R$ 453 milhões no trimestre encerrado em 31 de dezembro, ante lucro líquido de R$ 545 milhões reportados em igual período anterior. A receita líquida do 3º trimestre de 2018 da Raízen Combustíveis alcançou R$ 19,4 bilhões (+8%), em função do volume de vendas 4% superior ao 3º trimestre de 2017 e maior preço médio (+3%) no período. Nos nove meses do ano-safra (abril-dezembro), o maior volume vendido (+3%) com preços médios melhores (+3%) garantiu uma receita líquida total de R$ 55,1 bilhões, 6% acima do acumulado da safra 2016/17.

As vendas de combustíveis cresceram 4,3% no trimestre, para 6,58 bilhões de litros, com destaque para o etanol, com aumento de 34,3% entre os períodos, para 855 milhões de litros. Nos nove meses de safra, as vendas totais da Raízen Energia avançaram 3%, para 19,44 bilhões de litros.

Últimas Notícias

 
COOPERATIVISMO IMPRENSA
 
RECURSOS HUMANOS CONTATO
 
 
COCARI
COCARI - Cooperativa Agropecuária e Industrial
Rua Lord Lovat, 420 - Jardim Esplanada
CEP: 86975-000 - Mandaguari - PR
Fone: (44)3233-8800
Entre em contato conosco
Copyright © 2015 COCARI - Todos os direitos reservados