WebMail  


Previsão do Tempo

25/09/2017 - Segunda-feira

Apucarana

31
16
temp.
iconemanhã
iconetarde
iconenoite

Aquidaban

28
17
temp.
iconemanhã
iconetarde
iconenoite

Bom Sucesso

32
18
temp.
iconemanhã
iconetarde
iconenoite

Borrazópolis

32
17
temp.
iconemanhã
iconetarde
iconenoite

Cambira

30
16
temp.
iconemanhã
iconetarde
iconenoite

Campo Alegre de Goiás

32
16
temp.
iconemanhã
iconetarde
iconenoite

Catalão

31
19
temp.
iconemanhã
iconetarde
iconenoite

Cristalina

30
15
temp.
iconemanhã
iconetarde
iconenoite

Cocari Promove 12º Dia de Campo de Inverno

30/08/2017 - 15:35:20  Cocari
Redação da C7 Comunicação


Show de inovação e tecnologia nas lavouras do CTC durante o Dia de Campo de Inverno



Uma oportunidade de conhecer  novas tecnologias. É isso que a Cocari oferece durante os eventos de difusão tecnológica, como o Dia de Campo de Inverno, realizado nos dias 2 e 3 de agosto, quando reuniu no Centro Tecnológico, em Mandaguari, mais de 850 pessoas para prestigiar a 12ª edição. “Que vocês saiam daqui com um pouco mais de informação do que vieram, e que esses conhecimentos lhes sejam úteis”, desejou o presidente Vilmar Sebold, ao recepcionar os produtores, agradecendo-os por participarem do evento em busca dessa tecnologia. 


Nas lavouras experimentais foram apresentados híbridos de milho e cultivares de trigo, com sugestões para o controle químico de pragas e doenças e orientações sobre cobertura de solo para a estação. O evento contou ainda com amplo espaço expositivo de máquinas, implementos agrícolas e inovações para o campo, com foco no aumento de produtividade e lucratividade dos associados.


 


Safra recorde 


Sebold falou sobre os resultados positivos da agricultura este ano, destacando a safra de soja, que teve volume excepcional em todo o Brasil, o que refletiu nas unidades da Cocari, que registraram recebimento histórico, tanto no Paraná como em Goiás. A expectativa para a safra de milho também é excelente, e tem ainda a aproximação da colheita de trigo, que, apesar de algumas intempéries, tem boas perspectivas. 


Diante disso, aumenta a preocupação com infraestrutura de armazenagem, que afeta todo o país, e na Cocari não é diferente. “Os desafios com a armazenagem deverão se estender até a safra de verão, porque o produtor deve segurar parte do milho, esperando a tendência de recuperação de preços”, analisou o presidente.


Apesar disso, os motivos são para agradecer. “Tudo que tivemos de carência de milho no mercado no ano passado, esse ano temos em abundância. Isso traz algumas questões de logística, que precisamos refletir, mas com todos os desafios, é preferível falar sobre falta de espaço para armazenar as safras, do que tratar de perdas, como foi no ano passado. Estamos falando de fartura e temos de agradecer a Deus”, ressaltou Sebold.


 


Evolução a serviço do produtor


João Batista Gonçalves Dias da Silva é o engenheiro agrônomo responsável pelo CTC. Na abertura do dia de campo, o presidente Vilmar Sebold comentou o doutorado na área de tratamento de doenças foliares de milho, que João Batista está concluindo, e destacou a dedicação do profissional frente ao CTC e o reflexo de seu trabalho na equipe que coordena. “É uma pessoa que busca qualificação para poder oferecer aos produtores associados e aos parceiros o que há de melhor em tecnologia. E como a equipe retrata o que é o líder, a equipe do CTC reflete a evolução e empenho do agrônomo ao longo dos anos”, ressaltou.


Sebold relembrou o início das atividades no Centro Tecnológico. “Quando começamos, o CTC era uma área de cana, tivemos de refazer a fertilidade do solo, e hoje responde aos experimentos de forma fantástica”, frisou, parabenizando João Batista e equipe. 


O presidente destacou ainda a importante parceria com pesquisadores, fornecedores e colaboradores do Departamento Técnico (Detec) que usam a estrutura do CTC para se aprofundar e levar soluções tecnológicas aos produtores.


 


Vitrines de milho e de trigo


O ponto alto do Dia de Campo de Inverno foi a visitação dos produtores às vitrines de trigo e de híbridos de milho. No caso do milho, foram apresentados os híbridos mais produtivos, recomendados para a região de atuação da cooperativa, e alguns que já estão sendo plantados.


As empresas demonstraram as plantas, as espigas e como ocorre o desenvolvimento das variedades. “A escolha do híbrido para o plantio é fator determinante para altas produtividades”, esclarece o engenheiro agrônomo João Batista Gonçalves Dias da Silva. “Se estamos colhendo uma boa safra de milho hoje é porque as escolhas das variedades certas foram feitas antes, em eventos como o dia de campo”, reforçou.


Espaço do Detec 


Um assunto em debate nos estandes do Detec foi plantabilidade do milho. Foram apresentadas as problemáticas das lavouras com relação aos arranjos espaciais das variedades. Conforme explicou João Batista, tem produtores plantando com 45 centímetros de largura entre linhas, outros com 90, e alguns ainda com 60 centímetros. “No dia de campo foi discutido sobre o melhor espaçamento para determinadas variedades e situações. Os profissionais da Cocari abordaram o lado técnico, independente do produto que está sendo usado”, ressaltou o agrônomo.


O Detec também orientou ao produtor sobre manejo de pragas, principalmente relacionado com o percevejo barriga verde. “Para nós essa é uma praga chave, muito importante para o controle e instalação das lavouras”, apontou João Batista. 


Também esteve em pauta o controle da lagarta do cartuxo, uma praga que há muito tempo ataca as lavouras de milho da região.


 


Tecnologias para a cultura do trigo


Com relação à cultura do trigo, o Detec apresentou as variedades que a Unidade de Beneficiamento de Sementes (UBS) está produzindo e que a Cocari está comercializando e oferecendo como alternativa para as lavouras. “Essa vitrine obedeceu duas épocas de plantio – abril e maio – para mostrar a diferença de desenvolvimento da variedade”, destacou João Batista, observando o registro de estiagem neste período. “Tivemos estiagem de 40 dias, com apenas sete milímetros de chuva na véspera do evento, o que mostra como a variedade se desenvolve diante dessa intempérie, sendo possível verificar quais as melhores cultivares de trigo para implantar na lavoura”, ressaltou.


Ainda para as culturas de trigo, o Detec demonstrou duas tecnologias importantes: o manejo de adubação de cobertura, com aplicação de adubos nitrogenados, orientando quanto à melhor época e a dose correta para aplicação, e também o manejo de redutor de crescimento, um produto que se aplica para que o trigo não cresça tanto e possa fazer uma adubação nitrogenada de cobertura para altas produtividades.

Últimas Notícias

 
COOPERATIVISMO IMPRENSA
 
RECURSOS HUMANOS CONTATO
 
 
COCARI
COCARI - Cooperativa Agropecuária e Industrial
Rua Lord Lovat, 420 - Jardim Esplanada
CEP: 86975-000 - Mandaguari - PR
Fone: (44)3233-8800
Entre em contato conosco
Copyright © 2015 COCARI - Todos os direitos reservados